Logo do estado

Concerto de abertura do XXXI Fimupa emociona o público no Theatro da Paz

Versão para impressãoEnviar por email

O primeiro dia de apresentações para o público do XXXI Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa) encerrou de forma triunfal e da maneira que melhor traduz o festival: com a apresentação da Orquestra Acadêmica desta edição, formada por musicistas paraenses, instrumentistas de diversos países, acadêmicos do curso de graduação em música da Universidade Estadual do Pará e crianças, que iniciaram há pouco tempo os estudos de música no Instituto Estadual Carlos Gomes. O concerto levou centenas de pessoas, na noite deste domingo (3), ao Theatro da Paz, em Belém.

Com a mistura do popular com o erudito, o compositor e maestro carioca Tim Rescala levou ao palco a suíte orquestral “Velho Chico”, trilha sonora da novela da Rede Globo, de sua autoria. Para ele, participar do Fimupa é uma alegria. “Iniciativas como essas duram pouco tempo no Brasil, mas aqui no Pará é diferente. É um estado que valoriza a cultura e que está de parabéns em manter esse festival, principalmente no estilo que ele é, com a participação de músicos de fora, o que permite a troca de experiências. Cheguei aqui uma semana antes, tive contato com os músicos, entendendo as dificuldades e facilidades que eles têm e posso dizer que aprendi muito”.

Ainda de acordo com o artista, a trilha sonora de “Velho Chico” trouxe a volta da música sinfônica às novelas brasileiras. “Tínhamos uma tradição de usar esse estilo de música nas novelas até a década de 50, mas depois se perdeu e estamos resgatando. Existe uma ideia de que o erudito afasta as pessoas e podemos ver que isso não condiz com a realidade, ao público faltava oportunidade, chance de ouvir coisas diferentes, o gostar é uma consequência”, complementou.

E a resposta do público não podia ser diferente. Aplausos intermináveis após o espetáculo da noite de domingo demonstraram a satisfação do público. O publicitário Erik Lopes, que assistiu a toda apresentação, não poupou elogios. “Foi tudo muito bonito. A conexão com o público foi tão grande que emocionou demais as pessoas. O coral infantil conectou ainda mais as pessoas e não foi difícil encontrar alguém lagrimando no final. Eventos como esse são muito importantes e não devem deixar de acontecer no nosso Estado”, comentou sorrindo.

O coral Itacy Silva, da Fundação Carlos Gomes (FCG) foi uma atração à parte. Quarenta crianças, entre 10 e 14 anos, se uniram à orquestra para emocionar ainda mais a plateia. Ao final do concerto, entoaram a Oração de São Francisco de Assis, fazendo o público cantar junto e se emocionar.

Eduardo Nascimento, professor dos pequenos, já esperava pela boa resposta do público. “Elas estavam muito excitadas com esse momento que estão passando, muitas nunca tinham nem entrado no Theatro da Paz. Uma peça como essa, com tamanha riqueza harmônica, de timbres e de repertório, junto com grandes artistas, é muito enriquecedor para esses futuros músicos. A gente já sabia que ia arrepiar todo mundo”, comentou.

O concerto teve ainda a participação da violinista Carla Rincón, indicada ao Grammy Latino e a diversos prêmios, ela não poupou elogios ao Pará e aos brasileiros. “O Festival do Pará é uma alegria e uma esperança para nós músicos, de que o incentivo à cultura e ao artista aqui no Brasil não vai morrer. Ver o engajamento desses jovens aumentar ano a ano, mostra que estamos fazendo a coisa muito bem. A composição escolhida para o concerto de abertura enaltece a brasilidade e tudo que tem de melhor nesse país, fazendo com que a geração de músicos que estão nascendo valorizem a sua cultura, que saibam que não precisa tocar música europeia para serem bons. O Pará me traz essa gasolina, de continuar acreditando na cultura desse país”, declarou.

O Festival Internacional de Música do Pará chega a sua 31ª edição sempre com o objetivo de proporcionar uma grande troca de experiência entre músicos de diversas partes do Brasil e do mundo. A edição deste ano terá ainda diversos concertos gratuitos de música erudita e popular em vários espaços públicos de Belém até o próximo dia 10.

 

FCG: Av. Gentil Bittencourt, 909 - CEP: 66040-000 - Belém / PA - (91) 3201-9450
IECG: Av. Gentil Bittencourt, 977 - CEP: 66040-000 - Belém / PA - (91) 3201-9480

© Copyright 2013 Fundação Carlos Gomes - FCG. Todos os direitos reservados.