Logo do estado

Concerto de Abertura vai reunir OSTP, Miguel Campos Neto e Lucas Imbiriba

Versão para impressãoEnviar por email

A abertura oficial do XXVI Festival Internacional e Música do Pará acontece hoje a noite com o concerto 'Noite Espanhola' que vai reunir no palco do Theatro da Paz  talentosos músicos paraenses. A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz sob a regência do maestro Miguel Campos Neto vai apresentar um repertório em homenagem a Espanha. O concerto terá como solista o violonista paraense Lucas Imbiriba, ex aluno do conservatório Carlos Gomes, que atualmente mora na Alemanha.
Conheça um pouco da trajetória dos artistas que vão fazer a abertura oficial do XXVI Fimupa.

Miguel Campos Neto

É Regente Titular da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, do Festival de Ópera do Theatro da Paz, da Orquestra Jovem Vale Música, e da Orquestra Sinfônica Altino Pimenta (UFPA). Miguel Campos Neto também atuou cinco anos como Diretor Artístico e Regente Titular da Chelsea Symphony de Nova York e como regente assistente do Maestro Luiz Fernando Malheiro na Amazonas Filarmônica e no Festival Amazonas de Ópera (Manaus). Como convidado, já regeu a Orquestra Sinfônica de Puerto Rico, The Mannes Orchestra, os Solistas de Câmara da Universidade de Missouri (EUA) e a Orquestra de Câmara do Amazonas.
Durante turnês nacionais já se apresentou em alguns dos mais importantes teatros do Brasil: Sala Leopoldo Miguez e Teatro Municipal (RJ), Teatro Nacional Claudio Santoro (Brasília), Palácio das Artes (Belo Horizonte), Teatro Ibirapuera (SP), Teatro Santa Izabel (Recife), Teatro Arthur Azevedo (São Luiz) e Teatro José de Alencar (Fortaleza). Trabalhou lada a lado em ensaios com o compositor Roger Waters (ex-membro da Banda Pink Floyd) em sua ópera “Ça Ira” e regeu performances encenadas da mesma no famoso Festival Amazonas de Ópera. Também colaborou com o compositor Stephen Schwartz (3 Oscar de melhor canção) nos detalhes finais da sua primeira ópera, regendo a sua pré-estreia em Nova York com solistas da New York City Opera.
Miguel Campos Neto possui diplomas de Performance em violino (Bacharelado e Mestrado) e em Regência Orquestral (Mestrado), obtido na Mannes College of Music de Nova York. Seus mentores foram David Hayes, Edward Dolbashian, e Joseph Colaneri (regência Operística).  Ele já regeu concertos com grandes solistas como o pianista Nelson Freire, Antonio Meneses (Cello), Robert Bonfiglio (Harmônica) e Emmanuele Baldini, violino.

Lucas Imbiriba

Violonista, compositor e arranjador. Nasceu em Belém do Pará em 1983. Começou a tocar violão aos dez anos de idade como aluno do Instituto Estadual Carlos Gomes. Aos 18 anos mudou-se para a Espanha, onde iniciou os estudos superiores na Escuela Superior de Musica da Catalunya. Na Europa, venceu mais de dez concursos internacionais de violão. Gravou o primeiro CD 'Contra las Cuerdas' após vencer o famoso concurso da ComRadio de Barcelona. O trabalho recebeu crítica máxima do jornal espanhol El Periodic.
Em 2006 foi morar em Augsburgo, Alemanha, onde concluiu o Mestrado em Música (Masterklass Diplom) na Musikhochschule Nuernberg-Augsburg, sob orientação de Franz Halasz. Em 2011 recebeu o grau de Mestre em Performance, pela Mozarteum Universitaet, Salzburg, Áustria.
A partir de 2009 a carreira do violonista como concertista foi impulsionada na Europa e no resto do mundo depois que assinou um contrato com a Agência Musical AB-Culture, Alemanha.
Lucas Imbiriba já realizou concertos em Portugal, Espanha, França, Itália, Áustria, e Brasil. Foi convidado, como Solista, a se apresentar com diversas orquestras na Suíça, Alemanha, Suécia. Entre elas a Sinfônica de Brandenburgo, a Sinfônica de Graz, a Sinfônica de Neu-Brandenburgo, a Filarmônica de Jena
Atualmente desenvolve projetos de música erudita e popular com o grupo alemão “Clássica Brasileira” e com o violonista, compositor e arranjador russo Alexander Vinitsky.
Para este ano, tem na agenda concertos pelo Brasil, Alemanha, África e Rússia. Como um dos grandes eventos de 2013, solará o Concerto de Aranjuez, de Joaquin Rodrigo, na House of Music de Moscou, à frente da renomada Orquestra Sinfônica de Moscou.
Sua participação no XXVI Festival Internacional de Música do Pará, onde se apresentará como Solista junto à Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz  interpretando o Concerto de Aranjuez, é para o artista um momento de especial emoção já que será sua primeira apresentação orquestral na sua  terra natal.

Orquestra Sinfônica do Teatro da Paz

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz foi criada em 1996, numa iniciativa da Secretaria Executiva de Cultura (Secult). Os maestros Andi Pereira, Barry Ford, Mateus Araujo e Enaldo Oliveira já foram titulares da Orquestra que atualmente, é conduzida pelo maestro Miguel Campos Neto.
Estiveram à frente da OSTP, como convidados, os maestros Patrick Shelley, Roberto Duarte, João Carlos Martins, Luís Fernando Malheiro, Silvio Viegas, Abel Rocha, Flávio Florence, Carlos Moreno e Gian Luigi Zampieri. 
Como solistas atuaram, entre outros, Arnaldo Cohen, Arthur Moreira Lima, Miguel Proença, Emmanuele Baldini, Adriane Queiroz, Carmen Monarcha, Antonio Del Claro e Atalla Ayan.
Em 1999, gravou o CD “Arthur Moreira Lima interpreta Waldemar Henrique”, destacando três compositores locais: Serguei Firsanov, Tynnôko Costa e Luiz Pardal.
Integrada à vida cultural de Belém, a OSTP realiza concertos mensais no Theatro da Paz, mantém um programa de concertos didáticos e uma série de câmara, além de participar do Festival Internacional de Música da Fundação Carlos Gomes e do Festival de Ópera do Theatro da Paz, tendo executado entre outros títulos, Macbeth, Rigoletto e La Traviata, de Verdi; Pagliacci, de Leoncavallo; A Flauta Mágica, de Mozart;Carmen, de Bizet; Romeu e Julieta, de Gounod; O Barbeiro de Sevilha, de Rossini; Madamma Butterfly, Gianni Schicchi, La Bohème e Tosca, de Puccini; Il Guarany, de Carlos Gomes; Cavalleria Rusticana, de Mascagni e, em primeira audição, depois de suas estreias há mais de cem anos, as óperas Bug Jargal eYara, do paraense Gama Malcher.
Em 2005, iniciou o processo de descentralização de suas atividades, por meio do projeto “Pará Sinfônico – A Orquestra nos Municípios”, pelo qual vem se apresentando em várias cidades do interior do Estado. Em 2008, gravou o seu primeiro DVD, registro de Concerto sob a regência de Mateus Araújo.
Estão ainda entre suas grandes performances, o oratório Magnificat, de J. S. Bach. a 5ª Sinfonia de Shostakovich, além de A Floresta do Amazonas e Choros nº 10, de Villa Lobos e a realização inédita em Belém do ciclo integral das nove sinfonias de Beethoven, em 2006. Realizou, em 2012, novo ‘Ciclo Beethoven’ executando, entre outras obras sinfônicas, os cinco Concertos para piano do mestre alemão, tendo como solistas grandes nomes do piano paraense de várias gerações.
Também em 2012, a OSTP destacou-se na imprensa nacional, recebendo elogios da crítica especializada, pela execução da ópera Salomé, de R.Strauss.

FCG: Av. Gentil Bittencourt, 909 - CEP: 66040-174 - Belém / PA - (91) 3201-9450
IECG: Av. Gentil Bittencourt, 977 - CEP: 66040-000 - Belém / PA - (91) 3201-9480

© Copyright 2013 Fundação Carlos Gomes - FCG. Todos os direitos reservados.